4 diferenças que são irreconciliáveis numa relação

4 diferenças que são irreconciliáveis numa relação

Compartilhar

Todos sabemos que uma relação a dois, quer seja um namoro ou mesmo um casamento demanda muito respeito e dedicação das duas partes para funcionar bem. A verdade é que muitos casais que não se amam mais continuam juntos, por motivos como conveniência ou falta de uma das partes admitir a verdade. Por mais que a grande parte dos problemas num relacionamento sejam contornáveis, há situações em que as diferenças entre o casal tornam a continuidade da relação impossível.

Não estamos dizendo para se precipitar e acabar o seu relacionamento que não está bem caso você se enquadre em uma das situações abaixo. A intenção desse artigo é muito mais abrir os seus olhos para fazer você repensar o momento em que você vive. Como está a sua relação? Ela continua saudável tanto para você quanto para o seu parceiro (a)? Voce ainda respeita e é respeitada pelo seu parceiro?

O relacionamento te impede de viver e pensar no futuro

Um casamento feliz precisa ser feliz para os dois, e não para só uma pessoa, porém muitos casais não encontram no par alguém que apoie seus sonhos pessoais ou profissionais. O amor pressupõe o desejo de que a pessoa amada seja feliz da maneira dela, com a profissão ou o estilo de vida que for da sua escolha. Um casal que conversa sobre os objetivos e chega a um acordo sobre as decisões dificilmente vai ter problemas, ao contrário dos casais em que uma das partes determina sozinha onde viver, quantos filhos ter, entre outras coisas.

Seu parceiro não tem os mesmos valores que você

Não, não estamos falando de diferenças de gosto, se um gosta de rock e o outro de mpb, ou ainda de diferenças religiosas, mas sim os valores de vida. Por exemplo, se uma das partes prefere viver uma vida sem luxos, mas tranquila, enquanto o parceiro quer morrer de trabalhar para acumular riquezas e comprar coisas. Outro fator que gera briga constante entre os casais é sobre dinheiro e o que eles desejam fazer com eles. Por mais que pareça algo conciliável, se a diferença de valores for muito diferente da do parceiro, principalmente no que tange valores éticos e morais, dificilmente este casal encontrará um ponto de equilíbrio.

Vocês não conversam francamente sobre nada

Um casal precisa conversar muito, por isso a falta de diálogos honestos e livres são uma das questões mais importantes a se considerar quando se pensa em divórcio. Não basta conversar sobre as contas e os planos para as férias, mas sobre sexo e sentimentos e suas preferências na cama, é algo saudável e necessário para manter a rotina do casal. Se você não consegue ser sincera com seu marido, ou não se sente à vontade para falar sobre coisas mais profundas, seu relacionamento com certeza está fadado ao fracasso.

Acabou o desejo sexual

Ninguém está dizendo que um casal tem que ser uma máquina de sexo, fazendo-o todos os dias, mas a saúde sexual é um fator determinante na felicidade do casal. Se o problema for este, nada que uma boa conversa, franca e sincera não responda. O problema reside quando o desejo sexual de um pelo outro acabou. Quando o casal acaba fazendo sexo mais para “cumprir tabela” do que para ter prazer e agradar o outro.