7 Benefícios incríveis da Pimenta que você não sabia

7 Benefícios incríveis da Pimenta que você não sabia

Compartilhar

Com certeza você já consome alguma das variedades de pimenta no seu dia-a-dia. Malagueta, Dedo-de-moça, Biquinho, do reino e por aí vai. São tantas as opções, que invariavelmente mesmo aqueles que não gostam do sabor marcante da tradicional pimenta acabam se rendendo. Elas são uma aposta certa na hora de dar um toque especial aos mais variados pratos, por isso, comumente utilizadas na culinária.

Mas, você sabia que além de temperar os alimentos com aquela picancia marcante, a pimenta pode ser ótima para a sua saúde? Ela ajuda na digestão, no bom funcionamento do sistema circulatório, no processo de emagrecimento, entre outros benefícios? Provavelmente não. A forma ideal para consumir o fruto (sim, ela é uma fruta) e gozar de todos os benefícios é consumi-la fresca em seus pratos. As versões desidratadas, conversa, geleia ou molho são excelentes para acrescentar o gosto, mas, devido a sua manipulação, acabam perdendo parte dos benefícios.

Outro ponto importante é que, para ter todos os benefícios que falaremos abaixo, a pimenta tem que fazer parte da sua alimentação diária. Não basta inclui-la no pastel ou moqueca do fim de semana e achar que ela fará maravilhas pela sua saúde. O segredo é a constância na ingestão de pimenta, sempre seguindo orientações profissionais de um médico ou nutricionista.

7 benefícios associados ao consumo de pimentas

Clarissa Fujiwara, nutricionista na Clínica Dra. Denise Lellis, e Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP), coordenadora de Nutrição da Liga de Obesidade Infantil do HC-FMUSP, membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) e da American Society for Nutrition (ASN), explica que os benefícios da pimenta mais extensivamente estudados concernem à ação termogênica.

“Ou seja, a pimenta eleva a temperatura corporal e o gasto de energia, em decorrência de uma substância ativa denominada capsaicina – responsável pela peculiar pungência”, “Outros exemplos de alimentos com atividade termogênica consistem na canela, gengibre, açafrão, guaraná e chá verde e mate”

 

  1. Ajuda no emagrecimento

Graças ao seu efeito termogênico, o uso da pimenta acelera do seu metabolismo. “Isso é, sempre junto à alimentação equilibrada, ao controle do consumo calórico, à prática de exercícios físicos e ao sono de qualidade, para um processo de emagrecimento efetivo e sustentável”.

  1. Inibe o apetite

A pimenta atua em áreas do nosso sistema nervoso simpático responsável pela regulação do apetite, levando a menor ingestão de comida, o que também ajuda no processo de emagrecimento.

  1. Sistema circulatório

A pimenta é extremamente benéfica para o sistema circulatório por reduzir a formação de placas que acabam por obstruir os vasos sanguíneos. Além disto, ela tem ação antitrombótica por diminuir a agregação de plaquetas, facilitando o controle da pressão arterial de forma natural.

  1. Melhora na saúde cardiovascular

 “Há algumas evidências de que a pimenta exerça um papel adjuvante na redução do nível de LDL-colesterol no sangue, contribuindo também para uma melhor saúde cardiovascular”, diz Clarissa.

  1. Melhora a digestão

Estudos apontam que o consumo de pimenta estimula a secreção e liberação de enzimas digestivas, melhorando o processo de digestão como um todo.

  1. Poder antioxidante

Como fonte de vitamina C, as pimentas tem um ótimo poder antioxidante, que neutraliza e elimina os radicais livres que causam o envelhecimento das células do nosso corpo.

  1. Proteção contra o câncer

“Alguns estudos sugerem que a capsaicina associada à presença de compostos antioxidantes, bem como a vitamina C e carotenoides (responsáveis pela coloração avermelhada), possam estar relacionados à indução da apoptose de células tumorais e, portanto, relacionadas com menor risco de desenvolvimento de alguns tipos de câncer”, diz Clarissa.