Antioxidante e anti-inflamatório natural. Tenha mais saúde com o Açaí!

    Compartilhar

    Esta pequena frutinha, nativa da Amazônia e de coloração roxa escura tem atraído atenções do mundo inteiro. As celebridades e os aficionados por dieta e fitness do mundo todo já descobriram o que essa frutinha maravilhosa tem de benefícios. Conhecida nos Estados Unidos como Açaí Berry, já é possível encontra-la no mundo todo e uma variedade de produtos derivados dela, como sucos, biscoitos e suplementos.

    Mas, a verdade é que, nos Brasileiros ainda não conhecemos as maravilhas dessa deliciosa frutinha amazônica. Para entender um pouco sobre o açaí, consultamos a nutricionista Carolina Castro, que explica a origem da maior parte do açaí consumido no mundo

    “Grande parte do açaí comercializado no mundo tem origem no Pará, Maranhão, Tocantins, Amapá e, também, na Guyana, Bolívia e Venezuela. “Existem mais de 28 espécies de Açaí, mas a E. oleracea (Açaí do Pará) e a E. precatória (Açaí do Amazonas) são as mais utilizadas e consumidas no mundo”

    Ela conquistou fama principalmente entre os frequentadores de academia e aqueles que desejam perder peso e construir massa muscular magra. Entretanto, as comunidades nativas já fazem uso dessa planta a muito tempo

     “Comunidades locais na Bolívia, por exemplo, usam xarope das raízes para o tratamento de dores locais e até como tônico muscular. Mas é a fruta em seu estado natural ou como polpa congelada as formas mais consumidas, principalmente no Brasil e em países Latinos”

     

    Considerada um alimento funcional, o açaí tem grandes quantidade de fibras, minerais, gorduras essenciais e compostos fenólicos. Entretanto, a grande quantidade de energia, na forma de calorias ainda faz com que muitas pessoas não consumiam o açaí com regularidade. O processo todo que envolve a extração da polpa do açaí é dividido em quatro classes, de acordo a quantidade presente da fruta:

    • Pasta de açaí (não utiliza água) – mínimo de 40% de sólidos totais;
    • Açaí especial ou açaí grosso (Tipo A) – mais de 14% de sólidos totais;
    • Açaí regular ou médio (Tipo B) – de 11 a 14% de sólidos totais;
    • Açaí fino ou popular (Tipo C) – entre 8 e 11% de sólidos totais;

    É importante saber essas diferentes denominações para não acabar comprando ou consumindo o produto bastante diluído, perdendo as suas propriedades principais. “A pasta de açaí, extração mais concentrada, contém maior quantidade dos princípios ativos do açaí. É utilizada principalmente para fins de pesquisa ou para ser utilizada na fabricação de outros produtos como sorvetes e cremes. Já na extração do açaí do Tipo A B e C, utiliza-se água, que dilui o extrato da fruta. Esta técnica é necessária devido à alta demanda do produto”, explica a nutricionista.

    “Além disso, já é possível encontrar o açaí em pó, desidratado e, por este motivo, com maior concentração de compostos ativos. Esta forma pode ser utilizada em preparações culinárias ou pela indústria farmacêutica em comprimidos e cápsulas”, destaca Carolina.

    Benefícios do Acai

    A nutricionista Carolina destaca que o extrato puro do açaí tem altas doses de componentes fenólicos que são antioxidantes naturais, como a orientina, isoeritina e ácido vanílico, assim como antocianinas, como a cianidina-3-glicosidio e cianidina-3-rutinosida. Estas substâncias estão ligadas a funções antioxidantes, anti-inflamatórias e vasodilatadoras. Alguns dos benefícios para a sua saúde do consumo regular do açaí são:

    • Retarda o aparecimento e o crescimento de tumores;
    • Estudos relacionam os seus compostos a ação anticancerígena
    • Reduz o colesterol ruim;
    • Diminui a gordura visceral, no abdome;
    • Aumenta a resistência à insulina em pessoas com diabete tipo 2;
    • Tem função cardioprotetora, por reduzir a peroxidarão lipídica e a aterosclerose.