Coisas para nunca fazer “por amor”

Coisas para nunca fazer “por amor”

Compartilhar

Todo mundo deseja viver um grande amor. Não estamos nos referindo aquela paixão arrebatadora, mas sim a um amor sincero e verdadeiro. Todo mundo quer achar a sua cara metade para ser feliz junto. Uma história de amor é uma verdadeira parceria. Ambas as partes têm que estar dispostas a fazer uma serie de concessões para que o “amor” aconteça e sobreviva as armadilhas do cotidiano e do tempo.

Nesse desejo de amar e estar sempre junto, acabamos tendo uma série de atitudes equivocadas. Alguns dos exemplos são concedendo demais, abrindo mão da sua individualidade em nome do parceiro. Criar uma verdadeira dependência dele. Por mais que exista o amor, esses comportamentos são completamente equivocados e apesar de parecerem uma boa ideia para conservar o amor e agradar aquela pessoa, com o tempo passam a ser insustentáveis.

Se você acha que está exagerando das concessões, que perdeu a sua individualidade com o relacionamento, apesar de estar feliz e amando, vale a pena fazer uma pequena reflexão. Veja abaixo atitudes que, por mais que façamos em prol de manter o amor e companheiro, acabando tendo um grande peso e demonstram falta de amor próprio.

Abandonar seus amigos e familiares

É comum que quem esteja apaixonado ou namorando queira priorizar os momentos a dois e agradar o outro estando à disposição. Esse é um grave erro que muita gente comete. O círculo social é tão importante para nossa saúde emocional quanto o amoroso e o familiar. Uma coisa não precisa excluir a outra e muitas vezes perdemos pessoas importantes das nossas vidas por perceber isso tarde demais.

Aturar desrespeito

O respeito é a base de qualquer relacionamento, não apenas amoroso. Quanto há respeito, há limites. Há uma preocupação se determinada atitude vai machucar aquela pessoa, o que acaba evitando maiores problemas e brigas. E quando o respeito se perde, o relacionamento começa a ruir.

Faz parte de determinadas atitudes erradas ou que não levam em consideração o companheiro. Errar é humano, mas nesses momentos cabe reconhecer o erro e trabalhar para que aquilo não se repita. Com as mulheres acontece o contrário. Com o tempo, elas acabam “permitindo” ou “não ligando mais” para atitudes do companheiro que demonstram sim uma total falta de respeito.

Desde os famosos “Você vai sair come essa roupa? ” ou até aquele inocente “Vai para onde? ” São sinais não apenas de falta de respeito e confiança do seu companheiro, como o início de um relacionamento abusivo, que muitas vezes as mulheres não percebem e acham natural. Não é. Saiba respeitar e espere o respeito. Imponha limites.

Viver a vida da pessoa

Nunca anule a sua vida pessoal, profissional, seus sonhos e planos para acompanhar a vida do seu parceiro. Cumplicidade e apoio mútuo são fundamentais para qualquer relacionamento, mas isso é muito diferente de perder a identidade e viver a vida do outro.

Mudar a sua aparência para agradar

Não há nada de errado em mudar a aparência, em querer perder uns quilinhos e se cuidar mais. Mas, todo esse impulso deve partir de você mesma. Você é soberana do seu corpo, não deixe que ninguém te diga o que pode ou não, que o seu corpo está feio e por aí vai. Não mude o seu estilo de se vestir unicamente para agradar o companheiro. Ele deve gostar de você pelo que você realmente é, e não aquela projeção do que ele quer que você seja.

Fazer uma Tatuagem

Por mais obvio que pareça, nunca faça uma tatuagem como uma demonstração de afeto para o seu companheiro. Muitos acham que com essa verdadeira declaração de amor eterno a pessoa vai ficar sempre ao seu lado. Ter o nome do parceiro tatuado é uma prova de amor, mas não quer dizer que ele não vai te largar. Pense em como todo o processo de retirada de uma tatuagem é caro e doloroso, e escolha outras formas de demonstrar o seu amor, que não envolva uma marca eterna.