Como sobreviver num ambiente de trabalho dominado por eles

Como sobreviver num ambiente de trabalho dominado por eles

Compartilhar

A verdade é que as mulheres estão assumindo funções que a 50 anos atrás eram exclusivas dos homens. Elas não só trabalham fora e não se restringem a ficar em casa com os filhos, como estão migrando para áreas onde a predominância da massa de trabalho é composta por homens. Algumas profissões como construção civil indústria e TI ainda são massivamente dominadas por eles, além como os cargos mais altos nas empresas.

Infelizmente o abismo salarial no Brasil, entre homens e mulheres ainda é enorme. Estima-se que, realizando o mesmo trabalho, na mesma empresa, a mulher ganhe de 30 a 40% menos do que o homem. Sem contar que, geralmente as mulheres possuem mais anos de estudo. Estariam, em teoria, mais capacitadas par aquele trabalho.

Segundo o IBGE, a população feminina economicamente ativa é de 46%, na maior parte concentrada em serviços. Na are de serviços domésticos elas são maioria esmagadora, quase 95%. Enquanto isso, na construção civil 94,9% dos empregos são deles, e na indústria 63,6%. Agora, as mulheres estão percebendo que aquele mito do sexo frágil ou de “isto não é profissão para mulher” é puro machismo.

Elas estão determinadas a conquistar o trabalho que quiserem, com a remuneração que merecem. Entretanto, sabemos que as dificuldades de adaptação ainda são grandes, então preparamos a listinha abaixo com dicas práticas de como sobreviver ao ambiente de trabalho dominado por eles.  Para isso, teremos a ajuda de Inessa Franco, coach especialista em inteligência emocional, e Márcia Karelisky, consultora em comunicação interpessoal mostram o caminho para as mulheres que pretendem se destacar em ramos como a engenharia, tecnologia da informação e etc, mesmo sendo as únicas mulheres da empresa.

Seja Assertiva

 

Conheça seu potencial e se valorize. Seja assertiva, para se destacar no meio deles e ser ouvida e valorizada. Não tenha receio e medo de pedir um aumento e de traçar um plano de carreira para ser promovida. “Tudo tem relação com a forma de comunicação. A forma como a mulher se posiciona, fala, transmite suas ideias. A maneira de se comunicar é fundamental para conquistar o respeito e a valorização”, afirma Inessa.

Muitas mulheres receiam pedir uma promoção e um aumento por não acreditarem, de verdade no seu potencial. E num ambiente masculino, dominado por eles, isto pode se tornar mais difícil ainda. “Na hora de pedir um aumento ou promoção é importante mostrar os ganhos para a empresa, o que foi feito e os resultados obtidos. E, em seguida, mostrar o que pode ser obtido de resultado com a promoção e porque ela é importante também para a organização”, explica a coach.

Já Márcia declara que ter uma comunicação atraente é tarefa para leoas. “Muitas vezes, nos preocupamos apenas com ‘o que’, ou seja, com o tema, as palavras, mas esquecemos ‘da forma’ como nos expressamos, que voz usamos, se o nosso corpo está congruente ou não com a nossa fala”, pontua a consultora sobre a importância da comunicação não-verbal na hora de pedir algo ao seu chefe.

Saiba o seu verdadeiro Valor

 

É imprescindível que você aprenda a se valorizar, que saiba o seu valor para a empresa, saiba o quanto você é essencial. “O caminho para a quebra de paradigmas é iniciar a valorização de dentro para fora, internamente e externamente. Internamente, é a mulher acreditar que tem as mesmas competências e habilidades que o homem, independentemente das particularidades orgânicas e cerebrais de cada gênero”.

Antes de querer que todos os seus colegas de trabalho do dia pra noite percebam o quanto você é capaz, você precisa acreditar em si mesma, e se valorizar. “A primeira pessoa que ela precisa convencer é a si mesma. Depois que isso acontecer, os outros naturalmente irão reconhecer o seu valor, se ela tiver uma postura coerente com o que pensa e uma comunicação efetiva e construtiva. ”

Destaque suas qualidades

 

Por mais que uma pessoa pareça ser um trabalhador medíocre, ela possui uma qualidade. Todos nos possuímos uma diversidade de qualidades, que são uteis para a empresa naquele momento. “Qualquer pessoa deve sempre realçar as suas qualidades. Existem diversas formas de fazer isso. Como tudo na vida, é possível fazer de uma forma construtiva ou de forma arrogante. As pessoas se inspiram e querem estar perto de indivíduos realizadores e de sucesso. Não há nada atraente em se mostrar menor ou fracassado”, informa Inessa.

“Quando temos boas qualidades e segurança no que fazemos, as nossas próprias ações já falam por si só”, revela Márcia. Para a consultora é importante que as suas qualidades estejam alinhadas com os valores exigidos pela empresa. “Havendo o alinhamento, diagnosticamos quais competências técnicas e comportamentais a profissional deve ter para aquela vaga/função”, explica Márcia.

Reforce suas qualidades de mulher

 

Homens e mulheres não apenas tem corpos diferentes. As suas mentes são bastante diferentes, funcionam de forma diferente na maioria dos casos. Dessa forma, é natural que as mulheres tenham determinadas qualidades ou instintos, particularmente femininos que são essenciais para a empresa. Aprenda a destaca-las de forma sútil ao invés de agora como um homem.  “A mulher que imita o comportamento do homem para ter respeito na corporação, não atingirá seus objetivos. A orientação serve para ambos os sexos, devemos aprender o que houve de positivo no sexo oposto e mesclarmos com as nossas próprias competências”, reforça Márcia.

“As mulheres têm habilidades inatas maravilhosas e é isso que as tornam tão apropriadas e mais competitivas para determinadas funções”, complementa a consultora. Para Inessa, as mulheres devem ser elas mesmas. “E por ser quem ela é que está em determinada posição. As mulheres não precisam mudar a sua forma de ser”, reitera a coach.

Diga não ao machismo

Infelizmente o machismo ainda está muito enraizado na nossa cultura. É comum em determinadas empresas a mulher ser responsável por organizar a festa ou o aniversário do chefe, ou ainda comprar lanches e fazer o café. Por mais que possa soar grosseiro, é preciso de posicionar e mostrar o seu verdadeiro valor e papel dentro da empresa. “Ser ela mesma, agir apesar do machismo e não ouvir a voz machista”, são algumas das dicas que Inessa dá para fugir do machismo.

Para Márcia, é importante mostrar a sua relevância dentro do cenário empresarial. “As mulheres que colocam suas ideias e seus pontos de vista de maneira assertiva, concisa, específica e com um grau de generosidade em sua comunicação, terão destaque nas corporações. ”

Muitas vezes, no entanto, o comportamento machista vem da própria mulher. “Muitas vezes a mulher apresenta um comportamento machista, pois em sua equipe de trabalho ainda enfrenta comportamentos inadequados de suas parceiras de trabalho. Investir em treinamentos comportamentais só traz mais engajamento e alavanca os resultados da equipe”, explica Márcia.