Descubra as causas e tratamentos do ronco em crianças

Descubra as causas e tratamentos do ronco em crianças

Compartilhar

O ronco em crianças é algo mais normal do que imaginamos. Este habito geralmente é inofensivo, mas serve de alerta para os pais. Se o ronco não for comum e se limitar apenas a situações onde a criança estiver muito cansada ou gripada, é completamente normal. O problema está com a frequência do ronco, que é na verdade um sintoma de algum problema respiratório.

Estes vão desde a apneia (parar de respirar durante a noite) até adenoide ou desvio de septo, que comprometem não apenas a respiração da criança, como o seu desenvolvimento no geral. Problemas de aprendizado e concentração estão diretamente relacionados ao sono comprometido por algum problema respiratório. É o que diz o Dra. Paulo Costa, pediatra especializado em respiração infantil.

“E muitos pais não estão conscientes dos possíveis riscos associados com o ronco frequente em crianças”, alerta o profissional.

Por que criança ronca?

A causa mais comum para o ronco infantil é um aumento no tamanho das amigdalas ou das adenoides, que são uma espécie de carne esponjosa que cerca as cavidades do nariz e da garganta. Elas se localizam exatamente na passagem do fluxo de ar para o nariz e são parte do sistema imunológico.

 “Nestes casos, o ronco pode ser curado ou reduzido com uma cirurgia. O conselho é que as crianças com ronco recorrente grave e apneia do sono passem por uma avaliação médica”.

A apneia, que é uma suspensão momentânea da respiração, é um quadro que pode durar milésimos de segundos e ocorrer a noite toda, é uma das grandes consequências do ronco constante.

“Isto, por sua vez, pode levar a problemas como cansaço diurno, falta de concentração, dificuldades de aprendizagem e atraso no crescimento”, afirma o pediatra.

O ronco constante gera essa dificuldade no sono muitas vezes passa despercebida pelos pais. Muito deles não tem noção da real gravidade do ronco dos seus filhos e quais os efeitos negativos que ele pode trazer para o desenvolvimento da criança. Caso o seu filho apresente estes quadros frequentes de ronco (lembrando que roncar esporadicamente é normal), consulte o seu pediatra para avaliar se ele sofre de algum dos distúrbios mencionados.