Dicas para se livrar do mau halito

Dicas para se livrar do mau halito

Compartilhar

A halitose, conhecida pelo termo comum mau hálito, é um problema não somente de saúde bucal que atrapalha de verdade a vida de muitas pessoas. O problema é normalmente percebido por estranhos ou pessoas que convivem com quem sofre o mal, e não pela própria pessoa, podendo causar uma serie de constrangimentos sociais.

Mas, você sabia que na maioria dos casos o mau hálito não está relacionado a falta de escovação? Sim, ele pode surgir por uma diversidade de fatores, e a falta de higiene bucal é apenas um deles. O mau hálito também varia de acordo a idade da pessoa, sendo mais comum em idosos.

Aquele bafinho matinal que sentimos após um boa noite de sono é completamente normal e não deve se confundir com a halitose, de fato. Esta persiste, mesmo após uma boa escovação e, como um desequilibro do organismo, tem que ser encarado com a devida seriedade. Ela pode ter causas fisiológica (que requer apenas orientação) ou patológica (que requer tratamento), sendo as principais os:

  • Tártaro
  • Problemas estomacais
  • Falta de higiene bucal adequada
  • Falta de escavação da língua e gengivas
  • Redução na produção de saliva
  • Uso de alguns medicamentos específicos
  • Estresse, ansiedade, prisão de ventre, amidalites e alterações hepáticas
  • Caries
  • Gengivite ou outras irritações na gengiva
  • Ingestão de alimentos e temperos de gosto forte
  • Tabagismo
  • Consumo excessivo de álcool

Como prevenir a halitose

Exatamente por ser um problema de saúde tão direcionamento ligado a questões de aceitação social e auto estima, a prevenção da halitose é muito importante!! É necessário não apenas cuidas da saúde bucal de forma estética, mas também da sua alimentação

Higiene Bucal

Aquela velha recomendação de escovar os dentes aos as refeições é o básico para manter os seus dentes saudáveis. Lembre-se de uma vez ao dia, fazer uma escovação mais cuidadosa, com o uso do fio dental e o enxaguantes bucal. Não esqueça de escovar a língua: ela é a principal responsável pelo mal hálito.

Va ao dentista

Para ter uma boca realmente saudável, é essencial consultar o seu dentista ao mínimo 2 vezes ao ano. Além de fazer um check up de sua saúde bucal, ele vai fazer uma limpeza completa para eliminar o tártaro e a placa bacteriana.

Não fique de jejum

O jejum é responsável pela queima de gordura do organismo, para transformá-la em energia. Nesse processo compostos a base de enxofre são liberados na corrente sanguínea e acabam expelidas pela boca, através da respiração. Esse processo é chamado de cetose e é considerada uma halitose sistema, não sendo relacionada a saúde bucal da pessoa.

Masque chicletes

Prefira os sem açúcar. O habito de mascar chicletes estimula o organismo a produzir saliva, que é o lubrificante natural da boca. Sabores como menta e hortelã são ótimos para das a sensação de hálito fresco, mas a canela é uma excelente escolha por ter propriedade antibacterianas

 Beba bastante agua

A hidratação é essencial para evitar o mal hálito. A ingestão de bastante agua também ajuda a lubrificar e limpar a boca.

Mastigue bem

Os dentistas indicam que é necessário mastigar o alimento mais de 40 vezes antes de engolir. Apesar de ser um pouco difícil manter esse número, a mastigação também estimula a produção da saliva que é responsável por amenizar o mau hálito. Escolha alguns alimentos que ajudam a limpar os dentes e a boca, como a laranja e kiwi, maçã, cenoura e o pepino; e adstringentes, como o gengibre.