Dicas práticas para superar uma traição e seguir em frente

Dicas práticas para superar uma traição e seguir em frente

Compartilhar

Todo mundo quer ser amado, encontrar a sua cara metade e viver uma bela história de amor. Nessa vontade, acabamos nos entregando de corpo e alma aquele amor, com a esperança que ele seja eterno, que dure para sempre.

Entretanto, temos sempre que considerar que cada pessoa tem uma individualidade e que muitas vezes o seu companheiro pode não estar na mesma sintonia, ou amando na mesma intensidade.

Nestas situações de diferença de desejos e de sintonia é que ocorrem as trações. Mas, não quer dizer que o fantasma da traição somente assuste relacionamentos falidos. A verdade é que o tempo é cruel para os relacionamentos e cada um tem um grau de respeito a fidelidade diferente do outro parceiro.

Mesmo sabendo que não há uma formula magica para garantir que o seu parceiro seja fiel e nunca te traia, não adianta se preocupar e tomar mil precauções para evitar uma possível traição. Abstraia este conceito e viva o seu amor. Se ela tiver que ocorrer, não foi por culpa sua e nada que você pudesse ter feito mudaria a cabeça do seu parceiro.

Se a sua situação é diferente e a relação acabou por uma traição, está na hora de parar de se lamentar e voltar a vida. Sim, é muito difícil sair desde buraco, desse fundo do poço que a traição nos deixa. É um momento de extrema insegurança e por mais que tenhamos um bom equilíbrio emocional, é sempre triste lidar com a rejeição e a traição.

Se este é o seu caso e você ainda não conseguiu se desligar da relação ou perdoar, vamos te dar dicas práticas para encarar esse momento da vida com a cabeça erguida e seguir em frente!

A culpa não é sua

O primeiro, e mais normal pensamento quando lidamos com uma traição é atribuir a culpa a nos. Pensar que de alguma maneira cooperamos para a traição do parceiro, que falhamos de alguma forma na traição é o caminho para a autodestruição. Isso não quer dizer que não vale a reflexão e ter uma conversa bem franca com o seu parceiro (caso o relacionamento continue) sobre o que vocês dois podem fazer para melhorar.

Seja racional

Depois de passado o calor do momento e os primeiros dias após descobrir a traição, tente ser o mais racional possível e pensar com calma: Está com medo de perdê-lo? Com raiva? Com a autoestima abalada? Se sentindo culpada?

Responda a estas perguntas com o máximo de sinceridade e racionalidade que a situação permitir, para entender em que situação você está de fato e poder agir de maneira racional. Essa reflexão vai te ajudar a entender em que momento do relacionamento vocês estão e como resolver da melhor maneira para ambas as partes.

Se rodeie de pessoas queridas

Apesar de o primeiro ímpeto seja se isolar para curtir a fossa, procure se cerca de pessoas queridas. Esteja com os amigos e familiares, pessoas que te amam genuinamente para evitar os pensamentos triste de culpa e auto piedade por uma situação que não foi você quem causou.

Tenha um tempo só seu

A fossa pode ser um ótimo momento para dar a volta por cima, de repensar o seu eu. Será que você se tornou a pessoa que sempre quis ser? E suas metas de alimentação, exercício, de viver a vida mais leve andam em dia? Pense naquele hobby ou atividade que você vem protelando a meses. Talvez esse seja um ótimo momento para tirar projetos da gaveta.

 “Fazer o que gosta, cumprir com o que se propôs, é mais uma maneira de nos fortalecermos em momentos difíceis. Desta forma, preenchemos a cabeça com novas atividades prazerosas e não ficamos remoendo a dor e revivendo nossos erros”.