Dormir cedo é excelente para a saúde e desenvolvimento dos seus filhos

Dormir cedo é excelente para a saúde e desenvolvimento dos seus filhos

Compartilhar

Todo mundo sabe que criança tem que dormir cedo e ter uma certa regularidade nos horários de sono. Por isso, é muito comum que os pais coloquem os seus filhos para dormir por volta das 20 hás. Entretanto, até então não se estava provado como essa pratica é benéfica para a saúde da criança.

Um recente estudo da Ohio State University, nos Estados Unidos descobriu que a quantidade de sono dos pequenos, assim como o horário que eles vão para a cama são determinantes para o desenvolvimento dos seus filhos. Dormir as 20 hrs, ao invés da 21hrs, diminui pela metade as chances de obesidade na vida adulta.

Relacao do Sono com a Obesidade

“Para os pais, isso reforça a importância de estabelecer uma rotina para dormir”, disse Sarah Anderson, autora principal e professora de epidemiologia da Universidade Estadual de Ohio.

“É algo concreto que as famílias podem fazer para reduzir o risco de seus filhos e também é provável que tenha benefícios positivos no comportamento e no desenvolvimento social, emocional e cognitivo”.

A pesquisa foi publicada no renovado The Journal of Pediatrics e contou com dados acerca do sono de mais de 977 crianças. O estudo acompanhou bebes nascidos em 10 estados nos Estados Unidos, desde o ano de 1991.

A professora Anderson e seus coautores dividiram o horário de ir para cama das crianças em idade pré-escolar em três categorias: 20h ou antes, entre as 20h e 21h, e depois das 21h. As crianças tinham cerca de 4 anos e meio quando suas mães relataram sua hora típica de ir para cama nos dias úteis.

Os pesquisadores depois compararam o horário de dormir das crianças novas (idade pré escolar) X o peso delas aos 16 anos de idade. As descobertas são impressionantes. 1 em cada 10 crianças (10%) que dormiam as 20 hrs se tornaram obesos, comparado a 16% das que dormiam entre as 20 e as 21 hrs. O resultado é mais surpreendente ainda se comparado aos 23% de obesos entre crianças que iam para cama mais tarde.