Erros comuns que você comete na hora de aplicar o rímel

Erros comuns que você comete na hora de aplicar o rímel

Compartilhar

O rímel, ou máscara de cílios é um produto essencial para qualquer maquiagem. Desde aquele básico “acordei assim” até aquela make elaborada para a noite, o rímel não pode faltar. Ele dá uma sensação de olhos mais aberto, mais destacados e bonitos que é essencial para qualquer produção.

Apesar de a sua aplicação ser, em teoria, simples, muitas ainda cometem erros que compromete a aplicação, durabilidade e a hora de retirar o rímel. Quem aí já sofreu com o efeito panda após o rímel escorrer, ou ainda ficou com as pestanas grossa, naquele efeito horrível de pata de aranha? Para evitar estes erros, confira dicas de Chloé Gaya, maquiadora e consultora de imagem do Jacques Janine para usar a máscara de cílios de maneira correta!

 

Não escolher a máscara correta

Existem funções distintas para cada tipo de rímel e é preciso optar por aquele que atende todas as suas necessidades. “Você também pode aplicar dois diferentes para criar um efeito específico. Nesse caso, é interessante usar um com textura mais consistente, que vai ajudar a dar volume, e outro com textura mais leve, para pentear e alongar os fios”

Não escolher o formato ideal de aplicador

A grande diferente de mascaras que prometem volume ou cílios longos não é necessariamente na forma, e sim no modelo do aplicador. O segredo está nele! “Ele determina como os pelos serão penteados e ajuda muito a alcançar o acabamento desejado para a maquiagem”. Os modelos mais comuns são:

  • Alongar: aplicador fino e cerdas pequenas
  • Volume: opte pelos aplicadores gordinhos com cerdas longas
  • Parte interna dos cílios: escolha aqueles em formato de ouriço, com uma bola as ponta
  • Fios difíceis: escolha os modelos curvados

Rímel velho e vencido

Muitas mulheres não prestam atenção a validade dos seus produtos de maquiagem. Este deslize, além de comprometer a eficácia do produto pode ter danos sérios a pele e aos olhos. Se a validade não é mais visível, provavelmente já passou da hora de trocar de máscara. “A máscara vencida não fixa nos pelos dos cílios por estar muito ressecada. Além disso, é um risco usar o produto fora do prazo de validade, pois você pode desenvolver alergias nos olhos, que é uma região muito delicada e sensível do rosto”.

 

Compartilhar o rímel com as amigas

“Não aconselho compartilhar a máscara para cílios com as amigas, pois, se alguma delas tiver infecções, coceira ou irritação nos olhos, você pode se contaminar”.

 

Não passar o rímel na raiz dos cílios

“A máscara deve ser aplicada em toda extensão dos cílios, o que garante o máximo efeito do produto: alongamento, curvatura ou volume. Além disso, se usada da raiz às pontas, ela oferece a sensação de mais cílios”.

Passar muitas camadas

O que determina o número de camadas de rímel nos cílios é o efeito desejado. “Para o dia, você pode fazer uma ou duas aplicações. Para a noite ou para obter um efeito dramático, aplique de três a quatro camadas. No dia a dia, a recomendação é passar a máscara na parte interior dos cílios, da raiz às pontas. Esse movimento deixa o olhar mais expressivo! Quando utilizar cílios postiços ou curvex, aplique a máscara nos dois lados dos pelos. Neste último caso, é preciso selar as partes para garantir o efeito do acessório”.