Escritora traz dicas preciosas para você assumir os cachos

Escritora traz dicas preciosas para você assumir os cachos

Compartilhar

Estamos vivando um delicioso tempo de beleza natural, de liberdade para assumir quem você verdadeiramente é. A pressão da sociedade ainda é grande para se encaixar em um determinado padrão, mas são muito os movimentos (a maioria surgidos graças à internet) para que as mulheres percebam a sua real beleza, independente dos padrões.

Um dos principais é relacionado a beleza dos cabelos cacheados. Não é à toa que vemos tantos textos e blogs com termos como transição capilar e big chop. Se você já ouviu algum destes, é porque certamente está naquele momento de duvida entre manter o alisamento ou assumir a beleza dos seus caracóis.

Exatamente visando auxiliar as meninas e mulheres nesse momento de autoafirmação, a escritora Sabrinah Giampá, lancou o “O Livro dos Cachos”, com ensinamentos incríveis para quem deseja aceitar a beleza do cabelo crespo e cacheado.  Para te ajudar neste momento tão importante, que tem muito mais relação a autoafirmação do que apenas ao cabelo, separamos alguns desses preciosos ensinamentos.

Sabrinah já começa com a máxima: “O alisamento deve ser uma opção e não uma obrigação”, para podermos entender o tom do seu discurso. Ela não prega o fim do alisamento, e sim a liberdade de poder escolher quem você é e como quer o seu cabelo, independente de pressão social ou da mídia.

“Ter fios crespos no Brasil é um ato político. Estamos inseridas em uma cultura muito racista e machista. Ela faz a gente se sentir feia e incompleta. O ideal de feminilidade é aquele cabelo liso e comprido. Você, infelizmente, se sente na obrigação de se enquadrar”

Assumir o cabelo natural é um processo de auto conhecimento

O primeiro passo, e o mais difícil, é se desfazer dos preconceitos que aprendemos por uma vida inteira, de que mulher bonita tem que ter cabelo liso e comprido. A nossa sociedade sempre associa o cabelo crespo a um cabelo ruim, e esse conceito deve ser rebatido. Não é à toa os milhares de apelidos que mulheres com fios crespos ouviram durante toda a sua vida. Então, antes de pensar em liberar os cachos ou fazer o difícil big chop, comece a redescobrir a sua beleza, a se achar bonita, independente do que a mídia e a sociedade ditam. Acredite, você é linda!

Resistir ao Marketing

O mesmo marketing e mídia que sempre pregaram a beleza da magreza, dos cabelos lisos e compridos, percebeu um filão de mercado que é o das cacheadas. Com isso, surgiram milhares de novos produtos específicos para esse tipo de cabelo, com promessas miraculosas de devolver a beleza, maciez e saúde dos cachos. Entretanto, é precisa primeiro entender como é o seu cabelo e como ele se comporta. Outra dica é ficar atenta aos rótulos e ingredientes de cada produto, antes de comprar e se decepcionar. Se livrando destes conceitos de que “produto bom é produto caro” você com certeza vai descobrir cosméticos incríveis e baratos, ou ainda aquela receita da vovó que é ótima!

Não seja escrava dos cabelos

Muitas mulheres cacheadas acabaram aderindo aos alisamentos não apenas pela pressão da sociedade, mas também da praticidade. Conheçamos que um cabelo liso demanda menos cuidado e tempo para ficar bonito, enquanto a beleza dos cachos está muito mais relacionada a um cuidado. No período de transição capilar é inevitável gastar muito tempo aprendendo e testando novas técnicas para devolver os cachos, o que leva muito tempo. Mas, uma vez que as suas madeixas estejam naturais de novo, não se sinta mais escrava do secador ou da chapinha ou ainda do cronograma capilar. Assuma a naturalidade dos seus fios que além de você se sentir mais livre, você ficará mais bonita!

Cabelo Cacheado não demanda dinheiro

Outra desculpa daquelas que preferem alisar os fios é a questão financeira. Elas dizem que o cabelo cacheado necessita uma enorme variedade de cremes e tratamentos, que a quantidade de umectação diária é enorme e que isso tudo pesa no bolso. Mas, você já parou para pensar como aquele alisamento ou progressiva, que apesar de durarem meses tem um custo elevado, ou ainda o valor das hidratações e o gasto de energia com a chapinha e o secador são supercaros? Sim, manter um cabelo liso demanda mais dinheiro do que assumir os fios com produtos mais baratos e naturais.