Saiba como proteger cicatrizes e manchas da exposição solar

Saiba como proteger cicatrizes e manchas da exposição solar

Compartilhar

Por mais que nos envergonhemos, quase todo mundo tem algum tipo de cicatriz na pele. Seja daquela traquinagem da infância, de uma queimadura, picada de inseto ou ainda de algum acidente ou cirurgia. Quem tem uma cicatriz, principalmente as grandes e em locais visíveis, em geral, se envergonha bastante dela e procura esconder de todas as maneiras.

Entretanto, está na hora de desencanar! Encare a suas cicatrizes como as marcas de uma vida, de suas batalhas. Muitas mamães mostram orgulhosas as suas cicatrizes de cesariana, do momento mais magico em suas vidas de dar vida a um novo ser. Ou seja, não deixe de curtir a vida por causa de uma marca, mancha ou cicatriz.

Apesar disso, lembre-se sempre que as cicatrizes e manchas devem sim ser protegidas no momento de exposição solar. Isso não quer dizer que você não pode curtir a praia ou a piscina. Muito pelo contrário. Aproveite estes momentos como bem entender, sempre se lembrando de proteger a pele como um todo, dando uma atenção especial a sua cicatriz para que o seu aspecto e textura não sofram uma piora súbita após a exposição solar.

Como proteger a cicatriz do sol?

A recomendação ideal é que o local do corpo que tenha a cicatriz não seja exposto diretamente aos raios solares do tipo UVA e UVB, principalmente enquanto ela ainda não está completamente cicatrizada. Os raios ultravioletas atrapalham e dificultam o processo de cicatrização.

Uma ótima alternativa é o uso de roupas com tratamento solar no momento da exposição solar. Não somente a sua pele, como também a cicatriz, mancha ou queimadura vai estar protegida dos raios solares. Essa recomendação é essencial principalmente para marcas recentes ou se a pele tiver muito sensível: o filtro solar pode piorar estes casos.

Caso haja a exposição direta da cicatriz aos raios solares, utilize sempre um filtro solar com alto fator de proteção (acima de FPS 50) e lembre-se de reaplicar a cada hora para manter a proteção. EM alguns casos o sol pode piorar a pigmentação da região lesionada, alterando a sua coloração em comparação ao resto da pele.

Pessoas negras com maior tendência a desenvolver queloides nas cicatrizes devem tomar uma atenção especial para evitar a pigmentação excessiva após a exposição solar. Outra recomendação é, logo após se expor ao sol, tomar um banho bem refrescante e hidratar a pele muito bem, para que ela recupere a agua perdida ao longo do dia.