Segredos de toda mulher elegante

Segredos de toda mulher elegante

Compartilhar

 Nos atuais “ tempos modernos” a mulher passou a assumir muitos papeis, que até então eram delegados aos homens. Hoje elas não somente cuidam da família e dos filhos, como ainda envaram uma rotina superpesada de trabalho, seja em casa ou fora dela. Com toda essa emancipação e liberdade feminina, aquela ideia da mulher sempre bonita e elegante passou a ser um mito, e é constantemente erroneamente associado a ideia da mulher submissa, da Amélia.

Entretanto, elegância nada tem a ver com a condição e situação da mulher na sociedade. Muitos se enganam achando que elegância está diretamente ligada ao dinheiro e que quem é rico é automaticamente elegante. Mas, muito mais vale ter uma boa educação e saber como se portar do que usar roupas e bolsas supercaras. Coco Chanel, símbolo da elegância feminina já dizia que

“Uma garota deve ser duas coisas: elegante e fabulosa”

 

Apesar disso, o conceito de elegância ainda é bastante abstrato. Não há como se medir a elegância (ou seu grau ou nível) em uma determinada pessoa. Ela é na verdade um conjunto de atitudes e está muito mais relacionada a educação e gentileza do que a se vestir bem, como muitos acham. Se você acha que esta te faltando um pouco de elegância, educação e gentileza, confira a lista abaixo com alguns costumes e atitudes de mulheres elegantes.

  • Trate bem todos ao seu redor, mesmo os funcionários ou prestadores de serviço de baixo nível hierárquico. Uma pessoa elegante diz bom dia e muito obrigada ao porteiro, trata bem o garçom e olha nos olhos do vendedor da loja.
  • Saiba conversar sobre os mais variados assuntos, de política a moda e viagens. A mulher elegante é inteligente e bem informada, ela sabe transitar em conversas, quaisquer que sejam os assuntos. Entretanto, vale ressaltar que, aquela pessoa que se faz de inteligente acaba causando o efeito inverso, de repulsa. Ou seja, se você não gosta de política, de nada adianta ler e estudar sobre para parecer inteligente. Escolha alguns tópicos do seu dia a dia ou dos seus hobbies para engajar conversas interessantes.
  • Saiba pedir ajuda quando necessário. Você não é obrigada a saber trocar a resistência do chuveiro ou um pneu. Demonstrar que você precisa de ajuda para determinada tarefa não é sinônimo de vulnerabilidade.
  • Não passe por cima de ninguém para subir na vida. Focos no meio de trabalho ou outras atitudes para prejudicar a imagem de outros funcionários, não tenta palpitar onde não cabe sua opinião. Respeito faz parte de uma postura profissional e elegante.
  • Saber respeitar as diferentes culturas e minorias. Respeite aquele colega de trabalho ou amigo que tenha uma religião raça, opção sexual, religião diferentes da sua. Aproveite essa reflexão para se informar um pouco mais sobre estes aspectos para entender um pouco a vida e as dificuldades daquela pessoa.
  • Evite ficar pendurada no celular, especialmente quando estiver apenas com uma pessoa. Num jantar chique ou num simples café: se desconecte. Olhe nos olhos da pessoa e demonstre real interesse pela conversa. Caso ela não seja assim tão interessante, abuse da sua criatividade e leque de opiniões para mudar o rumo da conversa.
  • Criticar bem e receber críticas é uma verdadeira arte. Pense bem antes de falar algo. Se coloque na situação da outra pessoa. Aquelas palavras realmente precisam ser ditas, ou tem cunho apenas de machucar? E, quando receber críticas, mesmo que não venham da maneira mais educada, tente extrair o melhor delas.
  • Nada é 100% bom ou 100% ruim. Saiba reconhecer que aquilo que você não gosta também pode ter algo de bom. Vale dissociar a pessoa de suas ações. Exemplo, você pode adorar a música de um determinado cantor e não gostar de suas atitudes. Mesmo assim, não se impeça de ouvir e apreciar a sua música.
  • A palavra é prata, mas o silêncio é ouro”. É essencial saber quando ficar quieta e ouvir e quando sua opinião é bem-vinda.
  • Saiba apreciar as coisas que os outros gostam, mesmo que sejam coisas que não goste ou concorde. Por exemplo, você pode gostar de bossa nova, mas tem que respeitar quem curte outros estilos musicais, como sertanejo ou funk. Nunca ache que só o que você gosta é bom, respeite o gosto e a cultura dos outros.
  • Não tente julgar os outros a todo momento, imprimindo a sua opinião sobre a vida das pessoas a todo momento.
  • Adote um tom de voz médio, nem baixo e nem alto e nem estridente. A mulher elegante sabe se fazer ser escutada, sem gritar e passar uma imagem de falta de educação e despreparo. Saber falar bem é muito elegante.
  • Aprenda a dizer não, sem medo de soar grosseira. Você não é obrigada a aceitar tudo e todos passivamente. Saiba se fazer expressar de forma educada, mas sem ser conveniente com situações que não te interessam.